DISCÓBOLO DE MIRÓN- SÍMBOLO DA EDUCAÇÃO FÍSICA

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Célula Eucarionte. As diferenças entre célula animal e vegetal

Neste artigo vamos mostrar a composição de uma célula eucarionte animal e as diferenças que possuem a célula animal com uma célula eucarionte vegetal. A partir de agora vamos discorrer melhor sobre este assunto.

As células são componentes fundamentais de todos os organismos vivos do planeta Terra. Cada célula dá estrutura e funcionamento ao ser vivo do qual a célula faz parte, ou seja, a célula é a unidade morfofisiológica dos seres vivos.

O termo célula (do grego "kitos" = cela; do latim "cella" = espaço vazio), foi usado pela primeira vez por Robert Hooke (em 1655) para descrever suas investigações sobre a constituição da cortiça analisada através de lentes de aumento. A teoria celular, porem, só foi formulada em 1939 por Schleide e Schwann, onde concluíram que todo ser vivo é constituído por unidades fundamentais: as células. Assim, desenvolveu-se a citologia (ciência que estuda as células), importante ramo da Biologia. As células provêm de outras preexistentes. As reações metabólicas do organismo ocorrem nas células.

Os componentes químicos das células são: água, proteínas, carboidratos, sais minerais, lipídeos, ácidos nucléicos, ácido desoxirribonucleico (DNA), ácido ribonucleico (RNA) e trifosfato de adenosina (ATP), cada um desses componentes citados em suas respectivas proporções dentro das células.


Agora vamos discorrer sobre a célula animal e suas estruturas como vocês podem ver detalhadamente na figura representada logo acima.

Antes de iniciar, você sabe o quê são organelas? Nas próximas linhas abaixo, vamos utilizar muito este termo.

Organelas são pequenos "departamentos"  dentro de uma célula, cada uma com uma função específica, e são elas que fazem com que a célula trabalhe corretamente. Segue abaixo as organelas de uma célula animal.

Citoplasma: é o espaço entre a membrana plasmática e o núcleo. Esse espaço não é vazio, mas preenchido por uma substância viscosa denominada hialoplasma ou citosol onde estão mergulhadas as organelas citoplasmáticas. As substâncias que fazem parte do hialoplasma são água, como principal componente e proteínas. Em concentrações menores temos açúcares, aminoácidos, sais minerais e outras substâncias.

Membrana Plasmática: Uma pequena película que envolve a célula e controla todas as substâncias que saem e entram da célula.

Lisossomos: São pequenas vesículas esféricas cheias de enzimas digestivas. Sua função é a digestão intracelular que envolve dois processos:

01°) Digestão Heterofágica: digestão de partículas alimentares englobadas pela célula;

02°) Digestão Autofágica: digestão de organoides inativos ou em degeneração.

Ribossomos: São pequenas partículas formadas por proteínas e por RNA ribossômico. São as organelas responsáveis pela síntese de proteínas.

Retículo Endoplasmático (RE): é formado por um extenso sistema de túbulos e vesículas revestidas por membrana lipoproteica. As cavidades deste sistema são chamadas de cisternas do RE e são divididos em dois:

A) Retículo Endoplasmático Liso (REL): retículo endoplasmático sem ribossomo; local de síntese de lipídeos e de carboidratos complexos; também denominado RE agranular.

B) Retículo Endoplasmático Rugoso (RER): retículo endoplasmático associado a ribossomos; local de síntese de proteínas; também denominado RE granular.

Complexo de Golgi: é constituído por vesículas achatadas ou esféricas, empilhadas e revestidas por membrana lipoproteica. Está organela relaciona-se com a concentração e o armazenamento de substâncias produzidas pelas células e com transferência destas substâncias para grânulos nos quais serão eliminadas pelas células. Participam, portanto, da secreção celular.

Centríolos: são dois cilindros formando um ângulo reto entre si. Cada centríolo é formado por microtúbulos dispostos de modo característicos: há sempre nove grupos de três microtúbulos, formando a parede do cilindro. Os centríolos podem se auto duplicar, isto é, orientar a formação de novos centríolos. Eles têm duas funções: a) na divisão celular das células animais e; b) na formação de cílios (estruturas curtas e numerosas) e flagelos (estruturas longas e em pequenos números), pelo corpo basal, que servem para a locomoção ou captura de alimentos.

Vacúolo Digestivo: são cavidades limitadas por membrana lipoproteica. Os vacúolos podem ser heterofágicos, autofágicos ou pulsáteis:

A) Vacúolo Heterofágico: O material digerido vem de fora da célula, capturado por fagocitose ou pinocitose.

B) Vacúolo Autofágico: Digere partes da própria célula;

C) Vacúolo Pulsátil: Controla o excesso de água da célula; comum nos protozoários de água doce.

Peroxissomos: São pequenas vesículas que contém peroxidase. Tem a função de decomposição de peróxido de hidrogênio (H²O²), subproduto de reações bioquímicas, altamente tóxico para a célula.

Mitocôndrias: São organoides celulares delimitadas por duas membranas lipoproteicas. A membrana externa é lisa, e a interna apresenta inúmeras pregas, chamadas cristas mitocondriais, que se projetam para o interior da organela. Entre as cristas há uma solução chamada matriz mitocondrial. Essa solução viscosa é formada por diversas enzimas, DNA, RNA, pequenos ribossomos e outras substâncias. A mitocôndria é a organela onde ocorre a respiração celular.

Núcleo: Nos eucariontes, o núcleo abriga o genoma, o conjunto total de genes que é responsável pela codificação das proteínas e enzimas que determinam a constituição e o funcionamento da célula e do organismo. O núcleo é envolvido por uma dupla membrana porosa, a carioteca ou envelope nuclear, que regula a passagem de moléculas entre o interior do núcleo e o citoplasma. Os genes são segmentos de DNA, o ácido desoxirribonucleico, molécula orgânica que armazena em sua estrutura molecular, as informações genéticas. O DNA  se combina fortemente a proteínas denominadas histonas, formando um material filamentoso intranuclear, a cromatina. O nucléolo é responsável pela organização dos ribossomos.

Após detalharmos a estrutura da célula animal, agora vamos falar rapidamente sobre as diferenças que uma célula vegetal apresenta em relação à célula animal.

Acima temos uma figura de uma célula eucarionte vegetal, e possui sua formação muito parecida com a célula animal, apresentando muitas organelas comuns, como mitocôndrias, retículo endoplasmático, complexo de golgi, ribossomos, entre outros.

A célula vegetal possui estruturas típicas que são: Membrana Celulósica (Parede Celular); Cloroplastos; Plasmodesmos.

A) Membrana Celulósica: reveste externamente a célula vegetal, sendo constituída basicamente de celulose;

B) Cloroplastos: Organelas responsáveis pela fotossíntese nas membranas internas dos cloroplastos estão presentes os fotossistemas, cada um deles constituídos por algumas moléculas de clorofila, reunidas de modo a formar uma microscópica antena captadora de luz.

C) Plasmodesmos: são estruturas que realizam comunicações entre as células, os plasmodesmos permitem trocas de materiais entre células vegetais vizinhas por meio de pontes citoplasmáticas.

D) Centríolos: As células vegetais não apresentam estas organelas, somente presente nas células animais.

Seguem no quadro abaixo as principais diferenças entre célula vegetal e célula animal;


Podemos dizer então que as diferenças entre as células vegetais para as células animais são a ausência de centríolos nas células vegetais e as ausências de parede celular, plasmodesmos e cloroplastos nas células animais. As demais organelas são comuns entres as células vegetais e animais.

Bons Treinos!

http://twitter.com/mcfabris

24 comentários:

  1. Esse site é muito bom e interessante.
    Da hora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o conteúdo e difícil mais dei uma esclariada ai

      Excluir
  2. muito grande o texto,e com poucas informações '-' , meelhoras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. naum achei eu acho q éh facil e simples de entender!!!

      Excluir
  3. uma merda esse site....quero caféééé

    ResponderExcluir
  4. amei todas as informações, tudo muito bem detalhado!
    obrigada (:

    ResponderExcluir
  5. gosteii muito parabens!!!!

    ResponderExcluir
  6. por favor, continuem com esse trabalho!! rs
    me ajudou muuuuuito *--*

    ResponderExcluir
  7. Gostei mais eu gostaria que tivesse os nomes delas!!!

    ResponderExcluir
  8. por que a célula animal não possui parede celular?

    ResponderExcluir
  9. este site é muito podeeeeeeeeeeeeeeeee
    by

    ResponderExcluir
  10. me ajudou a entender melhor ! explica bem e de forma bem, fácil de ser entendida ! obg

    ResponderExcluir
  11. Perfeito tinha tudo oque eu precisava ! !

    ResponderExcluir
  12. Muito bem esclarecido!

    Parabéns!

    Edmilson - Morada Nova de Minas/MG

    ResponderExcluir
  13. gostei muito desse site, porém havia como resumir mto ++ o assunto... msm assim parabéns ajudou d++

    ResponderExcluir
  14. achei ÓTIMO esse site,e para os q não gostaram procurem outro site seus merdas.

    ResponderExcluir
  15. gostei muito tbm... só falto entra na minha memória oq eu precisava.. kkkkkk

    ResponderExcluir
  16. Nao da pra entender nada...seja mais detalhado e menos assunto

    ResponderExcluir